Todos nós achamos um cachorro ou gatinho amoroso e saudável, mas eles crescem muito rápido.

Com cerca de 2 anos de idade, gatos e cães são já adultos.

Contudo, dependendo da raça, eles têm diferentes taxas de crescimento e a maioria dos animais com 8 ou 9 anos são já considerados geriátricos / idosos.

Muitas raças demonstram sinais de envelhecimento ainda mais cedo.

Como mantenho o meu animal saudável?

Como todos nós, os nossos animais ficam menos activos e têm tendência a aumentar de peso com a idade.

O seu animal pode não querer ir tantas vezes à rua como antes. A maioria dos animais fica mais amiga do dono com o avançar da idade, querendo mais atenção e querendo estar mais tempo com o dono.

Alguns têm tendência a ficar mais resmungões.

Se o comportamento do seu animal se alterar, ele deve ser examinado, podendo tratar-se de um sinal de doença ou dor.

Animais idosos requerem tanto ou mais cuidados de saúde que os jovens.

A vacinação regular é bastante importante ao longo da vida do seu animal, podendo assim prevenir doenças infecciosas que podem ser bastante sérias em animais idosos.

Os animais geriátricos precisam de alimentação especial?

Se o seu animal estiver a aumentar de peso, pode ser necessário reduzir a quantidade de comida que lhe dá.

Por outro lado, se o seu animal estiver a perder peso, poderá ser necessário aumentar a quantidade ou mudar a qualidade da dieta.

Com a idade o paladar e olfacto podem ficar reduzidos e se o seu animal tiver pouco apetite, poderá ser necessário mudar para uma dieta com sabores mais intensos.

Animais idosos têm mais dificuldade na digestão e poderão ter que comer mais para terem o mesmo aporte de nutrientes. O seu animal deve ser sempre consultado se perder ou ganhar peso, podendo tratar-se de uma condição clínica que necessite tratamento.

Nós podemos aconselhar a dieta mais específica para o seu animal.

Deve existir sempre àgua limpa disponível, uma vez que os animais idosos têm tendência a beber mais.

Que doenças podem ter os animais geriátricos?

Tal como em nós, com o avanço da idade, o organismo dos nossos animais começa a trabalhar com menos eficiência.

O coração ou os rins podem já não funcionar como antes, os animais podem desenvolver massas cutâneas ou mesmo massas internas.

Com um exame clínico rigoroso, todas estas situações podem ser diagnosticadas numa fase precoce.

Se está preocupado/a com a saúde do seu animal idoso não hesite em marcar uma consulta de acompanhamento.

Vale a pena tratar uma doença num animal geriátrico?

Apesar de as raças gigantes terem uma esperança média de vida de aproximadamente 10 anos, raças pequenas podem viver 20 anos ou mais e se o seu animal for examinado regularmente, muitos problemas podem ser evitados antes de se tornarem realmente sérios.

A idade não é motivo para não tratar o seu animal, porque se ele for mantido saudável, terá uma melhor qualidade de vida.

Muita gente tem um relacionamento muito especial e próximo com o seu animal, fazendo parte da família.

À medida que vai envelhecendo, ele precisa de si mais do que nunca.

O dono do animal é quem o conhece melhor e cabe a ele identificar pequenas alterações na sua vida que possam indicar que algo não está bem.

Para mais informação, não hesite em consultar-nos!