Os gatos são, por regra, bastante meticulosos nos seus hábitos de higiene e raramente marcam território dentro de casa.

Não é de surpreender que, quando isto acontece, o dono fique aborrecido e se sinta inseguro acerca do que fazer para evitar este comportamento.

Perceber as razões que levam os gatos a urinar pela casa pode ajudar a resolver o problema.

Na maioria dos casos este comportamento ocorre porque o gato está ansioso ou inadaptado ao ambiente que o rodeia.

Como se sabe se é ou não “spraying”?

O vosso gato usa, quer a urina quer as fezes, para marcar o seu território.

Isto permite informar outros gatos sobre o sexo, idade, estado de saúde, etc. do vosso gato e avisa os outros para  que se mantenham afastados.

É também uma forma de se manter rodeado pelo próprio odor, que lhe é familiar.

Quando um gato marca o território com urina, ou seja o “spraying”, não adopta a típica posição de agachamento dos membros posteriores.

Com a parte traseira virada para o objecto, levanta a cauda na vertical, normalmente abanando a ponta, e liberta apenas algumas gotas de urina, em jacto e para trás.

As razões pelas quais um gato faz “spraying” são completamente diferentes das razões pelas quais um gato urina dentro de casa, e é importante diferenciá-las.

Irá o meu gato fazê-lo?

Todos os gatos, machos ou fêmeas, castrados ou não, poderão ter este comportamento.

Contudo é um comportamento muito mais usual em animais não esterilizados.

A esterilização reduz esse problema, no entanto, os animais poderão manter este comportamento, mais por razões emocionais do que sexuais.

Porque é que o meu gato não utiliza a areia?

Em algumas ocasiões, mesmo um gato habituado a viver dentro de casa pode causar problemas, não através de “spraying” mas porque decide usar outro local da casa para urinar, em vez de ir à “casa de banho”.

Isto normalmente significa que não lhe agrada muito utilizar a caixa da areia.

Os gatos são muito peculiares quanto à escolha do local onde fazem as necessidades e escolhem normalmente um local limpo e sossegado.

Se a caixa da areia estiver suja, se estiver muito próxima da área de alimentação ou do local onde dorme, ou num local desprotegido, os gatos podem recusar-se a usá-la.

Por vezes basta apenas colocar mais uma camada de areia ou remover alguma já utilizada. Este comportamento é bastante diferente do “spraying”.

Pode o “spraying” dever-se a uma doença?

O “spraying” dentro de casa ocorre devido a distúrbios psicológicos do gato.

O veterinário poderá examinar o animal para descartar vários problemas como a diabetes, doenças renais, problemas de bexiga, etc. que podem fazer com que o gato urine no local errado, na hora errada, mas as doenças não provocam o “spraying”.

Será que um castigo resolve o problema?

É perfeitamente compreensível que fique aborrecido quando descobre que o seu gato fez as necessidades no sítio errado, dentro de casa.

Mas ralhar com ele, ou até mesmo esfregar-lhe o nariz na urina ou nas fezes não vai, infelizmente, evitar que ele o faça de novo.

O seu gato não vai perceber porque é que o dono está chateado.

É muito provável que o “spraying” tenha sido provocado por medo ou insegurança, daí que o castigo vá apenas agravar a situação.

Em que local faz ele o “spraying”?

Usualmente os locais preferidos são superfícies verticais, na entrada da casa ou de uma qualquer divisão – as ombreiras das portas são o local predilecto.

No entanto podem também fazê-lo na mobília, cortinados, etc. Há inclusive gatos que marcam qualquer objecto que tenha sido trazido para casa e não lhes seja familiar.

Como se ver livre do cheiro?

Limpe a área em causa com um pano e de seguida utilize um neutralizador de odores biológico.

Há produtos à venda no mercado, indicados para esta situação.

Os desinfectantes habituais não são de muita utilidade, uma vez que a maior parte contém amónia (um constituinte natural da urina dos gatos) o que vai fazer o seu gato pensar que outro gato marcou o local, encorajando assim de novo o mesmo comportamento.

Infelizmente o cheiro pode persistir até quatro semanas apesar de todos os esforços de limpeza. Utilizar um spray à base de feromonas, poderá resultar.

Estes odores são apenas detectados pelos gatos, e não pelas pessoas.

Quando a área estiver limpa mude para perto a taça de alimentação, uma vez que os gatos não fazem o “spraying” perto da zona de alimentação.

Mas não esqueça que, a não ser que a causa para o “spraying”desapareça, o seu gato vai simplesmente fazê-lo noutro local.

Pode o “spraying” ser evitado?

Se descobrirmos porque é que o nosso gato tem este comportamento, então há uma grande hipótese de o conseguirmos eliminar.

Isto pode exigir trabalho de detective, do dono e do proprietário.

Talvez um novo gato, agressivo, se tenha mudado para a zona e o nosso gato se sinta ameaçado.

Um gato rival pode até ter entrado em casa através do “cat flap”. Se houver um novo animal, gatinho ou cachorro, ou até mesmo um novo bebé em casa, o gato mais velho pode sentir-se nervoso.

Se houver possibilidade, mantenha a cama, a caixa da areia e os recipientes da água e da comida, numa divisão só para ele e onde os outros animais não entrem.

Deste modo, ele terá o seu próprio espaço e sentir-se-á mais seguro e confiante.

Outro método é a aplicação de feromonas naturais, na divisão onde o animal passa mais tempo.

Isto fará com que ele se sinta mais calmo e relaxado.

Deixe-o sair regularmente para se alimentar e dê-lhe atenção extra, mas vigiando-o sempre.

Uma vez que o problema esteja controlado, pode reintroduzi-lo de forma gradual e progressiva no resto da casa.

Há medicamentos que evitem o “spraying”?

Por vezes o veterinário poderá sugerir medicamentos que reduzam a ansiedade.

Estes medicamentos ajudam a curto prazo, mas é imprescindível descobrir a razão pela qual o seu gato anda infeliz.

Se o problema for complicado ou persistir poderá ser necessária a ajuda de um especialista em comportamento animal. Nós podemos ajudá-lo.